AS ILAÇÕES DA HUMILHANTE DERROTA

 

 

 

 

 

Deus não é brasileiro. Pelo contrário, é imparcial. E justo. A humilhante derrota para a seleção alemã tem Seu dedo, para punir essa terra da corrupção, da superficialidade, das fanfarronadas, do oba-oba, do “melhor do mundo”, da falta de seriedade, do patriotismo apenas no futebol, cuja seleção foi o espelho do país, desorganizada, mal convocada, mal escalada, abandonando a cautela e os cuidados, achando-se superior, abdicando da defesa, sem reação, comandada pelas figuras de sempre, e sempre prontas a aceitar uma boquinha. O exemplo é um ex- jogador, mas que deixou a excelência nos campos, pois, gordo, mal vestido, com péssima dicção e chegado a  travestis, virou burocrata da Copa e importante comentarista de arrogante TV, que acha que é a tal! Uma vergonha!

A Alemanha, apesar de jogar junto há seis anos, não é essa coisa toda: empatou com Gana, penou para ganhar dos EUA e da França, e só ganhou da Argélia na prorrogação....,. Mas nos humilhou quando o dedo de Deus fez tudo dar certo, chutes certeiros, passes perfeitos, quase, mas não interceptados, falhas infantis dos nossos, inacreditáveis  três gols em seis minutos (menos tempo que você levará para ler esta crônica!), culminando sua obra com o sétimo gol em que o atacante chutou sem olhar para o gol e a bola entrou na gaveta, indefensável! Mas, como o seu país: tem organização e não essa irresponsabilidade de atrasar compromissos, cujas  obras, não envoltas em negociatas, não teimam em cair e, quando caem, os culpados são punidos; que não tem essas leis frágeis e essa Justiça pia e lerda; que tem dirigentes que pensam no país e não no poder eterno, custe o que custar, e não  preferem  o proveito ao princípio; que não bajulam e professam, por oportunismo, essa maldita e utópica ideologia socialista/comunista; que não compram e constroem refinarias superfaturadas; que não têm governantes que se orgulham do pouco estudo; que exportam manufaturas e são voltados para o comércio pluralista e não com esse miserável lateralismo terceiro- mundista- mercosulista- bolivariano. E, finalmente, não tem esse choro convulsivo, pois, diferentemente do Brasil- de tanta dificuldade, de irresponsabilidade fiscal, de crescimento se aproximando de zero, de inflação saindo do limite, de preços absurdos, comprovados pelos turistas -, não têm no futebol a sua válvula de escape.....

Foi o castigo de Deus, pois nos últimos dias, assistimos a alguns exemplos dessa praga que assola o país há anos: a presidente, por um minuto de propaganda na TV, se abaixar perante um partido dominado por um birbante1, preso, e destituir um ministro – dos cerca de 40 !!! - para nomear outro, daquele partido, e o político demitido, vergonhosamente, aceitar um cargo menor; o ex-presidente Lula, no Pará, para apoiar candidatura de filho do notório, fotografado algemado e dono do ranário, dizer que o filho, candidato a governador, tem muito que se orgulhar do pai...; o candidato petista ao governo de São Paulo, em programa de TV, não responder às perguntas dos jornalistas, entre elas “se considerava Cuba uma democracia...”. Essa gente, nada republicana, tornou o país muito, mas muito  menor, ética e moralmente.

Foi o dedo de Deus nessa vergonhosa derrota. Que país é esse em que um ex-governador, corrupto, filmado recebendo maço de dinheiro, em cena passada e reprisada na TV, consegue driblar essa leniente Justiça, se candidatar de novo a governador e, pasmem, estar à frente nas pesquisas!!! Que povo é esse?

Que povo é esse que continua a eleger os notórios Collor, Renam, Barbalho, Sarney e seus herdeiros, a vida toda usando do dinheiro público, legal e ilegal?

Que povo é esse que chora num simples esporte, em que o normal é ganhar e perder, cujos heróis são jogadores de futebol, alguns riquíssimos e badalados, com milhares de seguidores em mídias sociais, lançadores de modas que desafiam os bons costumes, de cabelos, tatuagens, roupas e brincos que desafiam o senso comum, estimulam a rebeldia e a  transgressão, e que não podem ser exemplo para a juventude?  Como pode o Fred ganhar 900 mil reais por mês? Como pode esse endeusamento a Neymar? Como pode jogadores receberem “bicho” para a sublime honra de representar o país?

Teve, sim, o dedo de Deus nessa derrota, pois, apesar de tantas outras e mais importantes necessidades, tudo foi concebido para que o governo se apropriasse da vitória, e a capitalizasse nas próximas eleições. Foi tudo pensado, mesmo à custa de bilhões desperdiçados, em detrimento da saúde e educação, como a derrota, vergonhosos! O resultado desse desperdício foi essa acachapante humilhação, que jamais será esquecida!

O exemplo do ex-governador Arruda não permite que se cogite de aprendizado com a vexaminosa derrota. Não servirá de lição. A vida vai continuar a mesma. E esse país continuará com as mesmas figuras, no seusendero obscuro, nada luminoso, condenado eternamente à vira-latice, ao terceiro-mundismo, às bolsas aos pobres, que continuam na sua paternidade irresponsável, com mães pobres parindo cada vez mais cedo, de diferentes pais, cada vez mais sumidos..., mas presentes na hora dos votos a esses bilontras1populistas. É fundamental reduzir a pobreza, mas sem estimulá-los à modorra, e sem igualitarismos, utopia que só, pretensamente, existe em dois ou três pobres, miseráveis e perversos países.

Diferentemente do que imaginavam os petistas e afins, deu tudo errado. E, se a presidente for à final, será estridentemente vaiada, e só não levará uma chuva de salsichões e chucrutes porque comida não entra nos estádios (oops...arenas...), sujeitos à lei da Fifa, e não do Brasil, que se ajoelhou a ela!! Isso se não voltarem às ruas os black blocs, as manifestações, os quebra-quebras e os ônibus queimados, que não se sujeitam às leis, muito menos à Fifa!

O País, seu governo e o povo que votou nele colheram o que plantaram. Só que não imaginavam a dureza do castigo divino: uma chaga que permanecerá aberta, purgando, pois será, para sempre, motivo de vergonha e dor. E de chacota alienígena. Nossos hermanos não mais precisarão cantar que Maradona é melhor do que Pelé. Bastará um simples e ensurdecedor cartaz de 7X1!!

E essa chaga, da mesma forma, colará, para sempre, como tatuagem, nesse biltre1 petismo, uma chancela de seu irresponsável, populista e impatriótico mandato!

Rio de janeiro, 8 de julho de 2014.

Por:Luiz Sérgio Silveira Costa