FESTA OU GUERRA?

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

 

Outrora, o dia 7 de Setembro, via-se nas ruas o civismo de uma nação e o sentimento de patriotismo estampado nos rostos. O verde-amarelo predominava nas vias públicas, sacadas e janelas. Mas, isto é passado. È coisa de saudosistas (como nós). Hoje, o sentimento é outro: de revolta da nação em referencia ao descaso dos governistas. Brasileiros aproveitam o feriado da Independencia, para demonstrar e cada vez com mais indignação a atuação da classe política que continua de braços cruzados em respostas aos apelos populares. A corrupção, o roubo escancarado, o desrespeito e a falta de vergonha são a marca registrada do Estado brasileiro. A Pesidanta, continua apalermada e sem rumo. Ministros, Congresso Nacional, governadores, deputados estaduais e vereadores, continuam dando uma sonora 'banana' aos eleitores. A soberania brasileira jogada na lata do lixo. Vide os médicos cubanos e a espionagem do Tio Sam.

Resumo da ópera: "Tudo como dantes no quartel de Abrantes".

O que se viu ontem de norte a sul do país, foi uma verdadeira guerra de protestos em lugar dos festejos da Independencia.

TRISTE E POBRE BRASIL!!!!!

Por: Roy Lacerda.